Quantum dots: Aplicações e consequências de segurança

a Nanotecnologia é uma das áreas de fronteira da pesquisa envolvendo nanoescala manipulação de átomos e moléculas. Seu desenvolvimento é um dos avanços mais inovadores do campo biomédico na última década. Hoje em dia, este campo emergente se concentra no desenvolvimento de nanomateriais de nova geração, como pontos quânticos para fins multitarefa, como diagnósticos médicos, entrega de medicamentos, terapia genética, etc. “Pontos quânticos” também conhecidos como nanocristais semicondutores estão rapidamente se tornando uma ferramenta crítica para uma variedade de aplicações biomédicas devido às suas excepcionais propriedades físicas fotográficas. Muito provavelmente, fígado e rim são os órgãos propensos a pontos quânticos (QDs) como parte de seu metabolismo e excreção durante suas aplicações. A toxicidade é um grande obstáculo ao considerar QDs para várias aplicações biomédicas. Desafios significativos ainda existem e precisam ser validados antes de suas aplicações clínicas. Esta revisão se concentra na ciência por trás dos pontos quânticos, várias aplicações biomédicas e sua interação com fígado e rim. As preocupações com a segurança, sendo a principal desvantagem de sua aplicação, também são brevemente discutidas, seguidas de fatores que afetam sua toxicidade. Além disso, as estratégias para a modificação de pontos quânticos para reduzir a citotoxicidade são ilustradas e concluídas com um olhar para a direção futura dos pontos quânticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.