O Que É Manutenção Proativa?

O Que É Manutenção Proativa?

a manutenção proativa é uma estratégia de manutenção que visa identificar e corrigir os motivos da falha do equipamento antes que isso aconteça. O principal objetivo da manutenção proativa é aumentar a confiabilidade dos ativos e reduzir o risco de tempo de inatividade.

Visão geral

o Desgaste é uma parte normal do ciclo de vida do equipamento. No entanto, uma sólida estratégia de manutenção proativa pode prolongar a vida útil dos ativos e melhorar o desempenho. A manutenção proativa reduz os custos de manutenção e operacionais, abordando ineficiências operacionais ocultas. O equipamento que opera em boas condições usa menos energia do que as máquinas próximas ao ponto de avaria. O desgaste também afeta negativamente a saída.

ao contrário da manutenção run-to-failure (RTF), na qual a manutenção é realizada após a quebra de um ativo, a manutenção proativa aborda possíveis problemas com antecedência. Com isso dito, ambas as estratégias podem ser usadas estrategicamente em conjunto para diferentes ativos. Para a maioria das organizações, existe um equilíbrio inteligente entre manutenção proativa e reativa.

Tipos de Manutenção pró-activa

Existem alguns tipos de manutenção pró-activa:

  • Manutenção Preventiva (PM): a manutenção Preventiva visa evitar falhas e tempo de inatividade não planejado. Isso é feito realizando regularmente trabalhos de manutenção, antes que um equipamento se quebre. Definir intervalos para agendar a manutenção é baseado no uso (por exemplo, a cada 1000 horas de tempo de execução) ou no tempo do calendário (por exemplo, todos os meses).
  • manutenção baseada em condições (CBM) : em uma abordagem de manutenção baseada em condições, as métricas de desempenho e condição são monitoradas em tempo real. Isso permite que os gerentes de manutenção programem o trabalho de manutenção antes que ocorra um problema.
  • manutenção programada (periódica): a manutenção programada, também conhecida como manutenção periódica ou baseada no tempo, é uma abordagem na qual o trabalho de manutenção é agendado com antecedência, em intervalos definidos. Para fazer isso, as diretrizes dos fabricantes e os dados históricos da instalação são usados.

muitas organizações usam uma combinação dessas estratégias de manutenção para diferentes ativos ou sistemas.

Exemplos de Manutenção pró-activa

Exemplos de manutenção pró-activa incluem:

  • Verificação de Tubos para Sinais de Corrosão, Enfraquecimento, ou Fissuras: Regularmente inspecionar tubos para a corrosão é uma pedra fundamental no aumento de sua vida útil, mantendo a funcionalidade ideal, e prevenção de falhas.

  • máquinas lubrificantes em intervalos regulares: Máquinas com componentes rotativos precisam de lubrificação regular para evitar atrito superfície a superfície. Certifique-se de que você está armazenando lubrificantes corretamente para evitar a contaminação.
  • verificar a profundidade do piso dos pneus de carro: os pneus de carro desgastados diminuem drasticamente a segurança e o desempenho de um veículo. Monitorar a profundidade do piso dos pneus de carro é outro exemplo de manutenção proativa. Para isso, a maioria dos pneus vem com um indicador de barra de desgaste integrado.

5 dicas para a transição da manutenção reativa para a proativa

a manutenção reativa pode parecer uma boa ideia no início, já que é tão fácil de implementar—basta corrigi-la quando quebrar, certo? No entanto, as contas para tarefas de manutenção de emergência terceirizadas podem se somar rapidamente e o tempo de inatividade inesperado é ineficiente.

a manutenção proativa é uma estratégia que é mais rentável a longo prazo, quando implementada corretamente. Aqui estão algumas dicas sobre como fazer a transição suave da manutenção reativa para a proativa:

1. Comece com seus ativos mais críticos

o equipamento crítico é um equipamento vital para o funcionamento e a produtividade de uma instalação. É um ótimo ponto de partida para o seu programa de manutenção proativa, pois produzirá o maior ROI. Mesmo pequenas mudanças na forma como você gerencia seu maquinário mais crítico podem ter um grande impacto em suas operações e prolongar a vida útil dos ativos.

2. Faça da manutenção uma parte essencial do seu negócio

a manutenção deve ser uma das suas maiores prioridades. Invista no treinamento de técnicos de manutenção e operadores de máquinas.

3. Planejar e agendar atividades de manutenção com antecedência

a Manutenção Planejada ajuda muito a evitar falhas. Além disso, agendar o trabalho de manutenção com antecedência ajuda a garantir que você tenha mão de obra e inventário para realizá-los.

4. Rastrear e analisar dados de desempenho e falha

ter dados suficientes em mãos o ajudará a identificar padrões de falha, bem como prever e prevenir problemas futuros.

5. Veja as razões pelas quais o equipamento falha

todo gerente de manutenção lida com falhas de ativos, o que nem sempre pode ser evitado. No entanto, uma análise aprofundada das razões pelas quais o equipamento falha pode ajudar muito a reduzir o risco de avarias.

causas comuns de falha de ativos (e como eliminá-los com manutenção proativa)

existem muitas causas possíveis de falha do equipamento. Um programa de manutenção proativa adequado pode ajudá-lo a identificar uma causa e encontrar uma solução antes que ocorra uma avaria. As causas comuns de falha de ativos incluem:

1. Materiais de baixa qualidade

é sempre melhor comprar peças de reposição e materiais de fornecedores confiáveis e seguir as recomendações dos fabricantes. Materiais de alta qualidade podem ser mais caros antecipadamente, mas o preço mais alto normalmente vem com um alto ROI e leva a um aumento no tempo de atividade.

2. Erros da equipe de manutenção

às vezes, o trabalho de diferentes técnicos de manutenção pode diferir em termos de qualidade. Certifique-se de que todos os Procedimentos Operacionais Padrão (SOPs) são tão detalhados e atualizados quanto possível, e que os técnicos podem segui-los sem erros. Invista em treinamento de pessoal, se necessário.

3. Erros do operador da máquina

os operadores da máquina podem cometer erros na maneira como usam o equipamento, o que pode levar à sua deterioração e falha. Mais uma vez, ter SOPs detalhados e procedimentos de treinamento adequados em vigor ajudará a eliminar esses erros.

4. Ativos próximos aos ciclos de fim de vida

ativos que estão se aproximando do fim de sua vida útil podem ter um desempenho inferior e precisam ser fixados com mais frequência do que o normal. Às vezes, faz mais sentido substituí-los antes de sua falha completa do que sofrer custos de manutenção aumentados ou perdas potenciais associadas ao tempo de inatividade.

5. Manutenção periódica ignorada ou atrasada

se a equipe de manutenção estiver sobrecarregada e precisar pular Atividades Periódicas de manutenção para corrigir problemas mais urgentes, isso aumenta o risco de falhas na máquina. Implemente um sólido cronograma de manutenção periódica e adira a ele.

6. Aumentos incomuns na produção

durante uma estação movimentada, o equipamento é mais propenso a desgaste. Reduza os intervalos de manutenção periódicos ou implemente um programa de manutenção baseado em condições para evitar falhas.

manutenção proativa vs. manutenção preventiva

finalmente, muitas vezes há confusão entre os Termos “manutenção proativa” e “manutenção preventiva.”As frases são usadas de forma intercambiável, apesar de significar coisas diferentes. A manutenção preventiva visa atender equipamentos com base em cronogramas de manutenção predefinidos. Por exemplo, uma equipe de manutenção pode substituir filtros a cada 6 meses ou lubrificar peças rotativas a cada semana de acordo com as diretrizes do fabricante.

alternativamente, a manutenção proativa se esforça para identificar e eliminar as causas raiz da falha de ativos. Por exemplo, digamos que você perceba que um determinado equipamento falha com mais frequência quando a equipe A está no turno, em comparação com a equipe B. Isso pode indicar que a equipe a precisa de treinamento adicional; fornecer novos recursos e conhecimentos pode resultar em menos contratempos, reduzindo ainda mais os custos de manutenção. Por essas razões, a maioria das organizações escolhe usar uma combinação de ambas as estratégias.

conclusão

reagir constantemente ao mau funcionamento do equipamento é uma indicação clara de disfunção organizacional. Os departamentos de manutenção podem melhorar a confiabilidade do equipamento, reduzir o tempo de inatividade não planejado e manter os custos baixos, implementando planos de manutenção proativos que corrigem pequenos problemas antes de se tornarem grandes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.