Definición.de

a primeira coisa a fazer é determinar a origem etimológica do termo depreciação que agora nos ocupa. Neste caso, temos que expor que emana do latim, exatamente do verbo”depretiare”. Este se encontra formado pelas seguintes partes:
* o prefixo ” de -“, que indica” privação “ou”afastamento”.
* a palavra “pretium”, que é sinônimo de” preço “ou”recompensa”.
•o sufixo “- are”, que é uma terminação usada para formar verbos.

depreciação

depreciação é uma diminuição no valor ou preço de algo. Esta queda pode ser detectada a partir da comparação com o valor ou o preço anterior, ou em relação a outras coisas do mesmo tipo.

por exemplo :” os economistas argumentam que a depreciação da moeda contribuirá para melhorar a competitividade do país”, “Quero vender o carro antes que sua depreciação avance”, “a melhor coisa sobre esse tipo de investimento é que a depreciação leva muito tempo para chegar”.

o habitual é que a depreciação de um produto se origine por três causas: o desgaste gerado pelo uso, a obsolescência ou a passagem do tempo. Um carro perde valor (ou seja, deprecia) à medida que sua quilometragem aumenta, pois o uso afeta o desempenho e a condição das peças. Um computador (computador), por sua vez, torna-se obsoleto quando novos modelos começam a surgir que oferecem um funcionamento mais eficiente. Uma casa, por fim, reduz seu preço de venda quando é muito antiga.

para a economia e as finanças, a depreciação pode ser associada à desvalorização, que é a diminuição do valor nominal de uma moeda em relação a uma moeda estrangeira. Isso pode ocorrer por vários motivos, incluindo um aumento na demanda por moeda estrangeira e uma diminuição na demanda por moeda local.

também não se deve esquecer que para poder realizar o cálculo da depreciação de um ativo é imprescindível contar com os seguintes parâmetros: o valor a depreciar, a vida útil daquele, o valor de recuperação e também o método que se vai aplicar para levar a cabo a citada operação.

quando nos referimos a ativos, trata-se de bens imóveis como construções de diversos tipos, veículos, equipamentos informáticos, maquinaria

além de tudo o exposto, teríamos que expor que existem diversos métodos de depreciação que se empregam dentro do que é o âmbito financeiro e econômico:
* Método de linha reta. É fácil de usar e baseia-se no critério de que o ativo em questão se desgasta da mesma maneira durante um período contábil.
•Método da soma dos dígitos dos anos. Para depreciar um ativo o que faz ter em conta é basear-se nas unidades que se utilizam.
•Método das unidades produzidas.
* método do duplo saldo decrescente, que pode-se dizer que vem a ser um duplo método de linha reta.

vejamos um exemplo: no início do ano, para comprar um dólar era preciso usar dois pesos em um país X. Seis meses depois, nessa mesma nação, a compra de um dólar requeria um investimento de três pesos. A moeda local (o peso), portanto, sofreu depreciação nesses seis meses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.